sábado, 1 de agosto de 2009

Floresta Boreal


A floresta boreal é uma mistura de betuláceas e de resinosas. Estas árvores resistem a condições climatéricas difíceis: temperaturas muito baixas, solo gelado durante uma grande parte do ano. A água é abundante. Existem inúmeros pântanos. As sementes têm dificuldade em germinar nestas condições. É muitas vezes necessário secar o solo, vazando os fossos, de forma a permitir à floresta a sua regeneração.
ainda floresta boreal, é um bioma comumente encontrado no norte do Alasca, Canadá, sul da Groelândia, parte da Noruega, Suécia, Finlândia, Sibéria e Japão. A maior floresta do mundo é na verdade a Taiga Siberiana, e não a Floresta Amazônica, que é a maior floresta tropical. No Canadá, usa-se o termo floresta boreal para designar a parte meridional desse bioma, e o termo taiga é usado para designar as áreas menos arborizadas a sul da linha de vegetação arbórea do Ártico. Em Portugal e no Brasil, o termo taiga é geralmente usado para designar as florestas russas, enquanto que se usa floresta boreal ou floresta de coníferas para as dos restantes países.
Nela, os
abetos e os pinheiros formam uma densa cobertura, impedindo o solo de receber luz intensa. A vegetação rasteira é pouco representada. O período de crescimento dura em média 3 meses e as chuvas são pouco freqüentes.
Trata-se da zona mais setentrional em que as
árvores e as espécies que delas necessitam podem sobreviver. É uma região biogeográfica subártica setentrional e úmida, na qual as formas de vida vegetal principais são larícios, abetos, pinheiros e espruces, que estão adaptadas ao clima frio. Também ocorrem algumas árvores de folha larga, nomeadamente vidoeiros, faias, salgueiros e sorveiras. Os pauis e as plantas a eles associadas também são comuns nesta zona, que ocupa a maior parte do interior do Canadá e do norte da Rússia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário